image

Em Santa Catarina BR-470 será duplicada até Navegantes

Em Santa Catarina BR-470 será duplicada até Navegantes

Em 9 de junho de 2011, a então presidente Dilma Rousseff em um pronunciamento durante um residencial do programa Minha Casa, Minha Vida, na cidade de Blumenau disse que realizaria a duplicação da rodovia BR-470.
O objetivo da duplicação é oferecer aos motoristas mais de 70 quilômetros duplicados e tal ação visa diminuir tanto o perigo quanto o número de mortes que acontecem na rodovia, inclusive no trecho que compreende as cidades de Navegantes e Indaial, onde a obra já acontece.
A expectativa é que a obra de duplicação termine até 2022, porém esses trabalhos tiveram início em julho de 2013 com dois lotes, porém desde o início das obras, que já se passaram sete anos, resultaram na duplicação de apenas nove quilômetros.
Ano passado, foram liberados oito quilômetros de pista. Esse trecho integra o lote 2 da duplicação que consiste nos quilômetros 22 a 30 entre os municípios de Ilhota e Gaspar. Já em agosto, foram entregues mais de mil metros de duplicação pertencentes ao trecho 1 que compreende os quilômetros de 0 a 18,61 que fica entre os municípios de Navegantes e Ilhota.

Entenda o que está sendo executado em cada um dos trechos

O lote 1 que compreende o quilômetro 0 ao 18,61 que fica entre as cidades de Navegantes e Ilhotas o que foi disponibilizado entre recursos só serão usados para dar continuidade as obras. Até o final do ano passado, o lote 1 evolui quase 50% das obras.
Faltando apenas 25% para ser concluído, o lote dois que está entre Ilhota e Gaspar nos quilômetros 18,61 ao 44,87 estão sendo realizados os trabalhos tanto na pista quanto nos viadutos e no ano passado, foram liberados para circulação 14,5 quilômetros.
Foi preciso no lote 3 desapropriar 34 imóveis para que as obras destinadas aos viadutos Mafisa e Bandenfurt tivessem início. Apesar de ter evoluído apenas 20% das obras, somente com o que já foi disponibilizado, foi realizada a pavimentação de quatro quilômetros de pista nova e dos dois viadutos que integram o complexo da Mafisa.
O último lote que compreende os quilômetros de 57,78 a 73,18 entre as cidades de Blumenau a Indaial já evolui 11,5%. As obras começaram em 11 de abril de 2018 e para que a obra acabe será preciso investir mais de 60 milhões de reais para chegar à conclusão da obra.
Esse ano, dois trechos já foram duplicados e inclusive liberados que estão compreendidos entre os municípios de Luiz Alves e Gaspar.
O trecho concluído está compreendido do quilômetro 18,9 ao quilômetro 20 e do quilômetro 21,1 ao quilômetro 21,7 e isso totaliza um quilômetro e 700 metros, porém o local ainda está em obras, pois agora o foco está em deixar a pista antiga restaurada e isso faz com que o trânsito ainda fique em apenas uma pista.
Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), as obras integram desde a pavimentação das pistas marginais destinadas ao passeio e a ciclovia, mais as pistas marginais que ainda tem revestimento primário e, ainda, a construção e a recuperação de obras em dois níveis bem como as pontes que precisam ser construídas.

Clique para Ligar
Fale por WhatsApp